Claro que o intuito desse artigo não é ensi­nar a ins­ta­lar um vírus no com­pu­ta­dor, mas sim demons­trar como é fácil ins­ta­lar um vírus no com­pu­ta­dor e ter uma grande dor de cabeça se não hou­ver aten­ção e pre­o­cu­pa­ção com algu­mas ati­tu­des toma­das diante do micro.

Para que você tenha uma idéia do que o espera na inter­net, a Syman­tec (uma das mai­o­res empre­sas de segu­rança e fabri­cante do anti­ví­rus Nor­ton) regis­trou 711,9 mil vírus em 2007, cerca de 460% a mais que em 2006. Esse ano a F-Secure divul­gou que já detec­tou, até Junho de 2008, 900 mil.

Rela­ci­o­nei 10 pas­sos, que pre­ci­sam ser evi­ta­dos a qual­quer custo, para que você possa ficar tranqüilo ao nave­gar pela inter­net, mas somente isso não garante que não será alvo de algum ata­que pro­ve­ni­ente de um código mali­ci­oso, mas você estará mais seguro do que antes.

1. Não atu­a­lize seu sis­tema ope­ra­ci­o­nal
Não importa se você uti­liza o Win­dows, Mac, Linux, ou qual­quer outro sis­tema ope­ra­ci­o­nal, se não fizer as atu­a­li­za­ções dis­po­ni­bi­li­za­das você terá gran­des chan­ces de ser con­ta­mi­nado atra­vés de um ata­que que explore bre­chas de segu­rança conhe­ci­das em seu sis­tema operacional.

2. Não atu­a­lize seu anti­ví­rus
Anti­ví­rus são neces­sá­rios para com­ba­ter os vírus e suas vari­an­tes, que como vimos acima sur­gem novos todos os dias, então não adi­anta ins­ta­lar um anti­ví­rus e não atualizá-lo. Se você (pior ainda) não pos­sui um anti­ví­rus, ou não sabe como con­fi­gu­rar o seu, veja esse tuto­rial de ins­ta­la­ção do Avast. Hoje em dia somente um anti­ví­rus não resolve o pro­blema, é neces­sá­rio tam­bém um antispyware, se você ainda não pos­sui um, veja esse tuto­rial sobre o ótimo Spyware Doc­tor.

3. Acesse sites inse­gu­ros (como sites de por­no­gra­fia)
Os sites de por­no­gra­fia são o local ideal para uma arma­di­lha para inter­nau­tas menos aten­tos. Por quê? Quando uma pes­soa entra num des­ses sites encon­tra diver­sos vídeos e fotos a dis­po­si­ção de um cli­que, mas será que do outro lado do link tem mesmo aquele vídeo ou aquela foto para down­load ou será algum vírus que será ins­ta­lado em sua máquina e “com o seu consentimento”?

4. Cli­que em links sus­pei­tos em e-mails e MSN
Todos os dias recebo vários e-mails com spam e todos eles pos­suem links ati­vos que redi­re­ci­o­nam para sites fal­sos de ban­cos (phishing) e/ou down­load de códi­gos mali­ci­o­sos. Cli­car nes­ses links, mesmo que seja de um reme­tente conhe­cido (é muito fácil bur­lar o reme­tente de um e-mail ou infec­tar um com­pu­ta­dor para envio de e-mails para a lista de con­ta­tos), é pedir para ter um pre­juízo, seja finan­ceiro ou em dados per­di­dos no com­pu­ta­dor. A ques­tão do MSN é a mesma, não cli­que em links, se rece­ber um link pelo MSN con­firme antes com o amigo se real­mente ele enviou o link ou algum vírus está fazendo isso.

5. Cadas­tre seu e-mail em todas as lis­tas e fóruns que puder encon­trar na inter­net
Uma maneira sim­ples de con­se­guir uma enxur­rada de spam em seu e-mail é cadastrá-lo em todas as lis­tas e fóruns que encon­trar pela inter­net. Se você real­mente pre­cisa par­ti­ci­par de uma lista ou fórum, crie um e-mail somente para isso e fique atento a e-mails que rece­berá que não fazem parte des­sas lis­tas ou fóruns e as delete. Outra alter­na­tiva é criar um e-mail tem­po­rá­rio somente para o cadastro.

6. Ins­tale qual­quer exe­cu­tá­vel que encon­trar na inter­net, sem veri­fi­car antes sua pro­ce­dên­cia
Sem­pre que pre­ci­sar de um pro­grama gra­tuito (fre­eware) pro­cure em sites con­fiá­veis, como Bai­xaki e Super­Down­lo­ads e evite sites des­co­nhe­ci­dos e prin­ci­pal­mente evite ins­ta­lar pro­gra­mas que são ofe­re­ci­dos por e-mail ou em ban­ners em sites e blogs. Mesmo bai­xando em sites con­fiá­veis, passe um anti­ví­rus no arquivo bai­xado antes de ins­ta­lar e se per­ce­ber alguma mudança no fun­ci­o­na­mento do com­pu­ta­dor desins­tale o pro­grama e passa o antivírus.

7. Ins­tale pro­gra­mas pira­tas, uti­li­zando exe­cu­tá­veis que geram códi­gos váli­dos
Ape­sar de ouvir­mos muito isso por parte dos deten­to­res dos direi­tos auto­rais dos pro­gra­mas que são pira­te­a­dos, em grande parte é ver­dade. Mui­tos gera­do­res de códi­gos váli­dos para pro­gra­mas pira­te­a­dos con­tem códi­gos mali­ci­o­sos que podem infec­tar sua máquina, por isso tome muito cui­dado ao ins­ta­lar algum soft­ware pirata em seu computador.

8. Uti­lize pen dri­ves e dis­que­tes sem antes fazer uma veri­fi­ca­ção com um anti­ví­rus atu­a­li­zado
Sem­pre que for uti­li­zar um pen drive e/ou dis­quete (incrí­vel ainda há pes­soas que os utilizam…rsrs) verifique-o antes com seu anti­ví­rus para ter cer­teza que não está car­re­gando um código mali­ci­oso para seu com­pu­ta­dor. Uma ótima pedida, no caso do pen drive, é ins­ta­lar um anti­ví­rus por­ta­ble.

9. Abra todos os vídeos que lhe envi­a­rem, prin­ci­pal­mente os com apelo sexual
Nem sem­pre por trás de um link está o que se pro­mete. Arma­di­lhas são cons­truí­das todos os dias para pegar os dados dos usuá­rios mais desa­vi­sa­dos, e geral­mente são uti­li­za­dos vídeos para cha­mar a aten­ção das víti­mas, por exem­plo vídeos com apelo sexual, de pes­soas famo­sas fazendo algo cons­tran­ge­dor, ou até mesmo uti­li­zando casos poli­ci­ais famo­sos (caso Isa­bella Nardoni).

10. Brow­ser sem segu­rança
Uti­li­zar um nave­ga­dor de inter­net (brow­ser) que não é mais atu­a­li­zado pelo fabri­cante é outro ponto falho, cer­ta­mente ele pos­sui diver­sas bre­chas de segu­rança que já estão sendo uti­li­za­das por cri­mi­no­sos para con­tro­lar seu com­pu­ta­dor. Por exem­plo, uti­li­zar o Inter­net Explo­rer 6 é pedir para ter pro­ble­mas de segu­rança, atu­a­lize para o Inter­net Explo­rer 7 pelo menos, mas se qui­ser, real­mente, ter segu­rança baixe o Fire­fox 3 e depois leia esse artigo sobre ins­ta­la­ção do NoS­cript (eu uti­lizo e tenho tido óti­mos resultados).

Con­clu­são
O melhor anti­ví­rus é você mesmo, siga essas dicas, tenha cui­dado com links em e-mails e MSN e não acesse sites que não conhece ou que pare­cem ser inse­gu­ros. Em caso de dúvida con­sulte o Goo­gle e veja se algum usuá­rio já rela­tou algum pro­blema com o site, pro­ceda da mesma forma para pro­gra­mas que não conhece antes de instalá-lo.

Fonte